terça-feira, 12 de abril de 2011

O mundo que nos é proibido

O mundo que nos é proibido

Música e poesia


Quando sua atitude ainda é retida, seus atos são inúteis quando não é rebeldia.

A tua juventude ainda é indefinida,

Se olha para um lado deve olhar para os outros.


Se você está sozinho então é perseguido, mas se você não está então é inimigo.

Não diga o seu nome, se não está com tudo.

Mas se um dia estiver não me deixe ver...

Não diga o seu nome, se não está com tudo.

Mas se um dia estiver não me deixe ver seu sobrenome.


Se tens valor pela integridade,

Não tenhas medo, não sintas dor. Não olhe pro sinal antes de atravessar a vida.

Pra tu és permitido, ainda é indefinido.


Espere o amanhã.


Célio Azevedo.