domingo, 24 de julho de 2011

Música Barnard's


                                                                        Célio Azevedo.

sábado, 23 de julho de 2011

domingo, 17 de julho de 2011

Definição: O que é ser lúmpen?!

Lumpemproletáriado, (não confunfir com Lumpen), é uma palavra alemã "lumpenproletariat" "lumpen" + "proletariat"), foi aportuguesado pelo dicionário brasileiro Aurélio (2.ª edição) para lumpesinato ou lumpemproletariado (com m antes de cada p, como se estipula na Base XIII do Acordo Ortográfico de 1945). Significa, ao pé da letra "trapo ou homem trapo", segundo Karl Marx e Friedrich Engels em A Ideologia Alemã. Na sociologia marxista, esta palavra designa a camada social carente de consciência política, constituída pelos operários que vivem na miséria extrema e por indivíduos que vivem direta ou indiretamente desvinculados da produção social e que se dedicam a atividades marginais, como, por exemplo, o roubo e a prostituição.

Já Lumpen, é relativo ao "Ser lúmpen" (pessoa desprovida de qualquer tipo de princípio ético) é um estado de espírito que NÃO se restringe a classes ou categorias sociais; por vezes um oportunista. Karl Marx classificaria a palavra de pernicioso, já que a absoluta ausência de valores e o cinismo de seu comportamento poderiam contaminar a consciência revolucionária do proletariado.

Ettore Scola, cineasta italiano, mostra em Feios, Sujos e Malvados, uma radiografia minuciosa e completa de uma numerosa e miserável família lúmpen, tal filme é um tratado sobre o ser, o sentir e o agir do lumpionato. Existe ainda uma classificação de Lúmpens: Realistas, ingênuos (naifs).





Célio Azevedo.

sábado, 16 de julho de 2011

quinta-feira, 14 de julho de 2011

New World Order



Shame





I love you and I like you.

Yesterday the night, today the twilight.

Moments are forever when we are forever young

and c'mon. Let's play some casino

We are going to the dark lands now.

and burning inside.

I will take your hand and make you scream

Now, I know...

The catdogs kissed.






Célio Azevedo.



terça-feira, 5 de julho de 2011