quarta-feira, 16 de agosto de 2017

O plano B do socialismo brasileiro


Em um país como o nosso, com cerca de 70 milhões de desempregados, levando-se consideração o número de pessoas que recebem bolsa família mais os que desistiram de procurar emprego, pois em ambos os casos não entram para a estatística do governo brasileiro de esquerda, Michel Temer hesita em fazer a reforma tributária e da previdência para fazer a reforma política primeiro, concluindo o projeto socialista de implementação do parlamentarismo.

Estamos pior do que os países pobres do leste europeu, ex-republicas soviéticas. O PT destruiu a classe média brasileira e, se continuar assim, ficaremos pior do que a Venezuela.

Célio Azevedo.
Jornalista e analista político.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Trolls não serão respondidos e nem tolerados. Apenas ignorados e banidos!
Sejam civilizados, por gentileza!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.